Home » Laje » Conheça os diferentes sistemas de escoramento para lajes

Conheça os diferentes sistemas de escoramento para lajes


Os escoramentos são estruturas utilizadas para dar suporte ao peso do pavimento construído enquanto o processo de cura do concreto não é finalizado.

Essa etapa é essencial no desenvolvimento de uma obra, já que vai impactar na área de armazenamento de material, no espaço disponível para circulação entre pavimentos, no tempo gasto para execução de cada ciclo e na quantidade de material necessário. Independentemente do tipo de laje que será executada, seja ela pré-fabricada ou moldada na obra, o sistema de escoramento deve ser definido junto ao projeto da obra.

Para tal, é comum que engenheiros especializados sejam convocados para realizar o planejamento específico de escoramento. Esse profissional irá definir o tipo de estrutura a ser usado. O projeto também contempla instruções da montagem, distância entre vigas, com os devidos procedimentos de segurança.

Vamos conhecer alguns tipos de sistemas de escoramento.

Escoramento universal

O sistema de escoramento universal é modelo mais comum utilizado nos projetos na atualidade.

Constituído de escoras ou pontaletes intertravados; interligados por longarinas ou vigas principais que apoiam as transversinas ou vigas secundárias. Pode ser metálico ou de madeira. Por sobre as transversinas (barrotes) são apoiadas as fôrmas para lajes planas ou nervuradas.

Exemplo 1:

Escoramento universal com formas de madeira para lajes planas.

Escora universal para laje maciça de madeira

Exemplo 2:

Escoramento universal com formas de plástico para lajes planas.

Escoramento universal para laje maciça com forma plástica

Exemplo 3:

Escoramento universal com formas de plástico para lajes nervuradas.

Escoramento universal para laje nervurada

Acima do escoramento são apoiadas as fôrmas para a concretagem da laje, que podem ser maciças planas ou nervuradas. No caso das lajes nervuradas, réguas guias são instaladas sobre os barrotes para apoiar as fôrmas de plástico.

Após o concreto atingir a resistência mínima (quarto dia após concretagem), o escoramento principal poderá ser retirado, desde que mantidas as escoras fixas (remanescentes), podendo ser reutilizado nos pavimentos superiores.

Sistema Cabetex para Escoramento Universal

Os cabeçais da Atex, chamados Cabetex, são itens que garantem ainda mais praticidade ao sistema de escoramento universal para lajes nervuradas. Instalados entre algumas réguas que guiam as fôrmas, os Cabetex recebem escoras fixas que podem suportar toda a laje após a remoção do escoramento, a partir do 4º dia de concretagem, até que o concreto esteja totalmente curado.

Assim, é possível retirar os demais componentes do escoramento principal, as vigas e as fôrmas, durante o processo de cura do concreto. Esse processo elimina o assoalho e garante um desmonte rápido após a cura do concreto.

Sistema Cabetex

Como as escoras fixas não são retiradas antes do fim da cura do concreto, a laje não é colocada em trabalho de forma precoce. Essa solução oferecida pela Atex recebeu o nome de Sistema Cabetex, e pode ser instalada em qualquer Fôrma oferecida pela empresa.

Veja no vídeo como é a instalação e desinstalação desse sistema de escoramento.

Escoramento específico

Para determinados tipos de laje, pode-se fazer uso de escoramentos específicos. Neles, as fôrmas são instaladas diretamente sobre as vigas primárias e secundárias do cimbramento. Utiliza-se somente um nível de vigas, com montagem simples dos seguintes elementos: escoras, contraventamento, vigas primárias, vigas secundárias e drophead.

 Escoramento específico

admin
Sobre o autor

E ai, o que você achou?

Deixe o seu comentário!