Home » Laje » Como economizar na sua obra com diferentes estruturas de laje nervurada?

Como economizar na sua obra com diferentes estruturas de laje nervurada?


Se o tipo de laje tem impacto direto em um projeto de construção, seja nos aspectos técnicos, custos e tempo de obra, isso cresce progressivamente quando se abrange toda a estrutura de suporte da laje.

A substituição simples de uma laje plana e maciça tradicional por uma laje nervurada pode oferecer uma série de benefícios a um projeto, com destaque à redução de custos devido ao menor uso de concreto, aço e de calhas de madeira.

E com diferentes tipos de estrutura de sustentação da obra, além do tipo de laje, pode ocorrer impactos positivos na economia, na flexibilidade e na organização da execução do projeto.

Os apoios entre piso e laje podem utilizar diferentes soluções de engenharia estrutural, cada uma beneficiando necessidades distintas, sejam elas redução de custos ou a criação de ambientes que exigem vãos maiores, como estacionamentos, por exemplo.

Conheça alguma dessas soluções:

Lajes estruturadas sobre vigas

Ao utilizar a laje nervurada com apoio sobre vigas um projeto pode chegar a até 30% de economia de concreto e aço. Mesmo com o apoio das vigas, é possível vencer vãos maiores.

Laje nervurada sobre vigas

A estrutura usada na concretagem dispensa a utilização do assoalho de madeira, trazendo economia, rapidez e sustentabilidade ao projeto.

Lajes estruturadas em cogumelo

Esse tipo de laje elimina o uso de vigas em favor da estrutura de sustentação de cogumelos – ou capitéis. Nas regiões de maior esforço, onde encontram-se os pilares, utilizam-se formas para lajes maciças.

Onde há menor esforço, lajes nervuradas são utilizadas. Geralmente, apenas 20% da área total é maciça. Em média, pode se economizar 6% de aço e 22% de concreto.

Laje nervurada cogumelo

A estrutura em cogumelo proporciona maior produtividade na obra durante a montagem de escoramento pois este é somente montado em um nível horizontal, já que a estrutura não utiliza vigas sobre as colunas.

Com o uso dessa solução é possível vencer grandes vãos. Essa estrutura é muito utilizada em estacionamentos, por exemplo. Utilizando uma laje cogumelo com altura de 30 cm, é possível vencer um vão de 7,5 metros, que corresponde a 3 vagas de garagem.

Lajes estruturadas com faixas

Laje nervurada em vigas
Outra forma de sustentação da laje se dá pelas chamadas vigas faixas. Essa estrutura decorre de quando a laje é apoiada em vigas da mesma altura, formando um único horizonte de fôrmas e escoramentos.

Isso facilita a obra, com mais produtividade, principalmente em relação à laje maciça sem vigas. A laje com faixas pode reduzir o consumo de concreto em até 19% e o de aço em até 26%.

admin
Sobre o autor

E ai, o que você achou?

Deixe o seu comentário!