Home » Materiais » Dicas para calcular os materiais para sua obra

Dicas para calcular os materiais para sua obra


Um dos passos principais nos processos de planejamento de uma obra, seja ela uma grande construção ou uma simples reforma, é a gestão dos materiais. O projeto final com o objetivo da obra determina os tipos de materiais utilizados.

A partir disso, será realizado o levantamento da quantidade de materiais necessárias. Esse cálculo geralmente é atribuição do engenheiro calculista, conhecido também como calculista estrutural.

Construtoras contam com a consultoria de profissionais do tipo, mas para você que é estudante ou está pesquisando como calcular as quantidades de materiais necessárias em uma obra, o Blog da Atex separou algumas dicas para vocês.

Profissional especializado

A nossa primeira dica pode ser parecer óbvia, mas não podemos deixar passar em nosso post. O conhecimento e a experiência de um profissional de qualidade poderão te garantir um alto grau de precisão na hora de calcular os materiais e insumos a serem gastos em uma obra.

Cálculo de Materiais

Além do conhecimento técnico, um profissional com vivência conhece as adversidades mais comuns em cada tipo de obra, que poderão ajudar a estimar as possíveis perdas mais comuns durante as operações. O comum é adicionar 10% para o caso de perdas. Assim, a execução do projeto não fica comprometida com a falta de algum material ou equipamento utilizado.

Cálculo por área

Comprar materiais “na conta” pode ser um problema em caso de imprevistos, mas ninguém quer desperdiçar e adquirir muito mais material que o necessário.

Alguns tipos de materiais têm suas particularidades importante no processo de cálculo.

Tijolos são um exemplo, já que diferentes medidas podem impactar as compras. O ideal é calcular a área total das paredes, sem descontar a portas e janelas. Calculando altura e largura e definindo o tipo de tijolo, é fácil chegar à quantidade total necessária e a média por metro quadrado utilizada na obra. Basta multiplicar a área da parede pela quantidade gasta por metro quadrado do tipo de tijolo.

Para cimento ou concreto, o cálculo depende da mistura a ser utilizada. Uma média de referência é uma medida de cimento para três de areia peneirada. Ou seja, se em um metro quadrado utilizamos 30 litros de areia (número hipotético), usa-se 10 litros de cimento por metro quadrado.

Bastaria multiplicar esse valor por toda a área para chegar ao valor total de cimento comprado. Como o cimento é comprado em sacos de 50kg, que equivalem a 40 litros do produto, deve-se dividir o valor total em litros por 40 para chegar ao número de sacos comprados.

Simuladores digitais

Hoje em dia existem diversas ferramentas digitais que possibilitam um cálculo com alta precisão para definir a quantidade de materiais que devem ser compradas para uma obra. Enquanto algumas delas são softwares complexos voltados para engenheiros e profissionais da construção civil, hoje até mesmo sites oferecem softwares de interface intuitiva para o público geral que permitem fazer previsões com bom nível de acurácia.

Para smartphones Android, o aplicativo 50+ calculadoras de construção permite realizar cálculo dos materiais para uma série de estruturas de obras. Ele também pode ser acessado em navegadores de internet no link http://www.zhitov.ru/pt/.

As funcionalidades da ferramenta permitem calcular os gastos de material para executar telhado, escadas de madeira e de metal, fundações, cercas, paredes, pisos e outras estruturas.

O software M2obras realiza um cálculo completo do preço para realizar uma obra. Basta inserir algumas informações básicas a respeito do projeto que o programa apresentará uma lista com todas as etapas necessárias. O sistema ainda mantém uma base de preços de fornecedores que é atualizada constantemente.

O sistema é intuitivo e, segundo os desenvolvedores, pode ser utilizado por empresas ou para a própria pessoa que deseja conduzir a própria obra. Ele também oferece aplicativos para iOS e Android.

App de cálculo de materiais

A evolução dos softwares democratizou o acesso a informações técnicas, mas por mais profundas que essas ferramentas possam ser, a experiência de um profissional qualificado é vital. Por isso sempre indicamos que você consulte um calculista para ajudar com seu projeto.

E você? Conhece alguma outra ferramenta que ajude no planejamento de obras? Conte para a gente nos comentários!

admin
Sobre o autor

E ai, o que você achou?

Deixe o seu comentário!