Home » Sustentabilidade » Certificação LEED

Certificação LEED


FÔRMAS ATEX na certificação LEED

Eng. MARCOS DA COSTA TERRA

 

Analisando os documentos disponibilizados pelos SINDUSCON, Sindicatos da Indústria da Construção no Brasil, encontra-se a publicação “Metodologias de avaliação de desempenho ambiental de edifícios”, Projeto Finep 2386/04-São Paulo

Nela são descritas as Metodologias que desde 1990 são aplicadas no mundo e que vêm sendo atualizadas constantemente visando avaliar o desempenho ambiental dos edifícios: BREEAM, BRE-ECOHOLMES, BEPAC, LEED, LEEDTM, CASBEE, NF BÂTIMENTS TERTIAIRES, CERTIFICATION HABITAT E ENVIRONNEMENT, GREEN BUILDING CHALLENGE, GREEN STAR, entre outros.

Analisando particularmente a metodologia LEED- Leadership in Energy and Environmental Design, observou-se que, quando de sua criação em 1999, baseou-se

 “em um sistema de classificação e certificação ambiental projetado para facilitar a transferência de conceitos de construção ambientalmente responsável para os profissionais e para a indústria de construção e, proporcionar reconhecimento junto ao mercado pelos esforços despendidos para essa finalidade”.

 

Este sistema concede créditos para o atendimento de critérios preestabelecidos.

A certificação é válida por um período de cinco anos, quando deverá ser encaminhada uma nova solicitação de avaliação por um programa apropriado.

 

O critério mínimo de nivelamento exigido para avaliação de um edifício pelo LEED é o cumprimento de uma série de pré-requisitos.

Satisfeitos todos estes pré-requisitos, o edifício torna-se elegível a passar para a etapa de análise e classificação de desempenho, dada pelo número de créditos obtidos.

 

Na versão atual (2000) são 7 (sete) pré-requisitos:

1-    Controle de erosão e sedimentação;

2-    Verificação de conformidade pré-entrega;

3-    Eficiência energética mínima;

4-    Redução de CFCs nos equipamentos de condicionamento e ventilação artificial;

5-    Coleta e armazenamento de material reciclável produzido pelos usuários do edifício;

6-    Qualidade do ar interno mínima;

7-    Controle ambiental de fumaça de cigarros.

 

São 69 (sessenta e nove) pontos possíveis:

Sítios Sustentáveis ………………………… 20%   14 pontos                   

Uso específico de água …………………..   7%     5     “

Energia e Atmosfera ………………………. 25%    17    “

Materiais e Recursos ……………………… 19%    13    “

Qualidade do ambiente interno ……….. 22%     15    “

Inovação e processo de projeto ……….   7%       5   “

 

Nível de classificação                Pontos (total 69 pts)

LEED Certified …………………………26 a 32 pts (40-50%)

Silver ………………………………………33 a 38 pts (51-60%)

Gold ………………………………………..39 a 51 pts (61-80%)

Platinum …………………………………..> 52 pts ( > 81%).

 

O uso de fôrmas recuperáveis de resinas plásticas ATEX, para moldagem de lajes maciças e nervuradas, poderá ser pontuado nos itens Materiais e Recursos e Inovação e Processo de projeto:

 

Materiais e Recursos:

1. Reutilização de edifício                       até 3 pontos

2. Gestão de RCD                                   até 2 pontos

3. Reutilização de recursos                  até 2 pontos

4. Materiais com conteúdo reciclado       até 2 pontos

5. Materiais regionais/locais                    até 2 pontos 

6. Materiais rapidamente renováveis      1 ponto

7. Uso de madeira certificada              1 ponto

 

A utilização de ATEX, fôrmas recuperáveis para as lajes maciças e nervuradas, certamente poderia obter pontuação no item 3 pois, é um sistema de elevada reutilização.

No item 7 contribuiria na obtenção da pontuação por diminuir imensamente o uso da madeira  certificada e consequentemente facilitando a demonstração e o controle deste uso.

 

Inovação e Processo de Projeto:

1. Inovação (estratégias de projeto e uso de tecnologias)     até 4 pontos

2. Envolvimento de profissional habilitado pelo LEED                 1 ponto

 

A pontuação seria obtida no item 1 naturalmente pois, é um sistema inovador no uso de tecnologia  acelerando a obra, facilitando a execução e

diminuindo os custos.

Vê-se que a utilização de fôrmas ATEX CONTRIBUI EM UMA PONTUAÇÃO (7 pontos) QUE ALCANÇA ATÉ 27% DOS PONTOS MÍNIMOS (26 pontos).

 

Os valores a pontuar são decididos pelos consultores das Certificadoras que, certamente, com estas informações documentadas poderão atribuir boa parcela deles pela utilização das fôrmas ATEX.

admin
Sobre o autor

E ai, o que você achou?

Deixe o seu comentário!