Home » Sustentabilidade » Quanta energia é necessária para produzir concreto?

Quanta energia é necessária para produzir concreto?


O concreto é o material mais importante de toda a indústria da construção. Aproximadamente, uma tonelada de concreto é produzida todos os anos para cada ser humano.

No total de materiais, ele fica somente atrás da água como o mais utilizado no planeta. Com isso, cabe uma importante discussão: quão sustentável é para o mundo manter uma produção crescente do material?

Energia para produzir concreto - o caso Burj Khalifa

Com essa preocupação, vários países já começaram a utilizar o concreto reciclado como agregados. Esse material tem sido utilizado em asfalto, sub-base de rodovias e diversos tipos de pavimentação.

Energia no concreto

Para produzir 1 m³ de concreto, gasta-se 2.775 MJ de energia – equivalente a 770,83 kWh. Essa energia geralmente provém da combustão do petróleo, o que libera CO2 na atmosfera.

A quantidade de energia referida (2.775 MJ) utiliza 37% de um barril de petróleo, cerca de 59 litros do combustível.

Ainda que o concreto consuma menos energia e lance menos poluentes que materiais como alumínio, aço e vidro, não se pode fechar os olhos para seus gastos.

Para entendermos esse impacto, nada melhor que analisar números de um projeto bem conhecido.

Burj Khalifa, em Dubai – o maior prédio do mundo

O maior arranha-céu do mundo é um exemplo perfeito para se analisar o uso de materiais em uma sociedade que busca a cada dia por opções mais sustentáveis em todas as atividades humanas.

Do alto de seus 828 metros de altura, a torre da capital dos Emirados Árabes Unidos utilizou 45 mil metros cúbicos de concreto apenas para suas fundações, o que equivale a mais de 110 mil toneladas. Para todo o restante do edifício foram gastos 330.000 m³ do material e 55.000 toneladas de vergalhões de aço.

Se o projeto utilizasse soluções que proporcionem maior leveza, as economias seriam de larga escala. O processo construtivo com lajes nervuradas, por exemplo, tornaria tanto a estrutura total como as fundações mais leves, com menor consumo de materiais.

Nessa hipótese, podemos estimar cerca de 10% de redução de concreto usado nas fundações e até 30% no restante do edifício.

Energia para produzir concreto - o caso Burj Khalifa

Assim, teríamos:

Fundações

Gasto realizado:

45.000 m³ de concreto

16.650 barris de petróleo

 

Gasto reduzido:

40.500 m³ de concreto

14.985 barris de petróleo

 

Edifício

Gasto realizado:

330.000 m³ de concreto

122.100 barris de petróleo

 

Gasto reduzido:

231.000 m³ de concreto

85.470 barris de petróleo

 

Economia total

103.500 m³ de concreto

38.295 barris de petróleo

 

Para se ter ideia, com 38 mil barris de petróleo, é possível gerar:

2.736.000 litros de gasolina

1.444.000 litros de diesel

 

Com essa economia de combustível, seria possível:

Viajar mais de 42 milhões de km em um veículo com combustão de diesel, o equivalente a 34 viagens para a lua.

Em um veículo movido a gasolina, seria possível trafegar por mais de 51 milhões de quilômetros, quase 42 viagens para a lua.

Para conhecer mais fatos, números e informações a respeito do uso do concreto no mundo, confira o infográfico completo que produzimos aqui no Blog da Atex.

admin
Sobre o autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.