Informe o seu e-mail cadastrado para recuperar a sua senha


Verifique seu e-mail!


CIDADE ADMINISTRATIVA BELO HORIZONTE - MG - BRASIL


Metragem: 100.000 m² de laje
Econômia: 40% de concreto e 25% de aço
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Alternate Text
Ciclo da Fôrma Atex

Ciclo da Fôrma Atex


Pautada em uma preocupação efetiva com os impactos ambientais, as fôrmas da Atex têm o maior controle de qualidade de produção, somando alto potencial de reutilização ao aproveitamento de matéria para produção de outros itens para obra.
Clique nas etapas do processo e conheça o ciclo da fôrma Atex:

1

Petroquímica

2

Indústria da Atex

Seta
3

Unidades Atex

5

Reutilizável

Seta
Seta
Seta
Seta
4

Obra

6

Reaproveitamento (espaçadores)

Seta
7

Sem resíduo

Seta

A indústria petroquímica produz resina termoplástica, material base para as fôrmas Atex.

A resina termoplástica é aditivada e transformada pela Atex para produção de fôrmas de alta qualidade, com acabamento diferenciado e alta resistência.

As Unidades Atex preparam e fornecem as fôrmas de alta resistência para as obras, para concretagem de lajes em diferentes tipos de projetos.

Ao término do uso em obra, devido à sua alta resistência, as fôrmas retornam para as Unidades Atex para limpeza e futura utilização em novos projetos.

Após chegarem nas obras, as fôrmas são montadas sobre o escoramento para realização de concretagem das lajes.

Quando uma fôrma não pode mais ser reutilizada, seu material vira insumo básico para fabricação de espaçadores de ferragem.

Como os espaçadores permanecem para sempre presos à estrutura da laje, não há geração de resíduos Atex ao meio ambiente.

Sustentabilidade Social


A Atex® Brasil reconhece a importância do investimento social, principalmente nas comunidades onde está inserida. Conheça algumas das iniciativas sociais realizadas dentro e fora da empresa.