Home » Cases » Laje Nervurada pelo Mundo: MG4 – Um dos maiores complexos de produção de conteúdo da América Latina

Laje Nervurada pelo Mundo: MG4 – Um dos maiores complexos de produção de conteúdo da América Latina


A nossa viagem pelo mundo em busca de projetos incríveis e que possuem lajes nervuradas continua. Após visitar Londres, nosso itinerário volta para casa. Sim, voltamos ao Brasil, mais precisamente em Jacarepaguá – Rio de Janeiro, nos novos estúdios da Rede Glogo, o MG4.

Hoje vamos conhecer os três mais novos estúdios de produção de conteúdo, e que fizeram do PROJAC um dos maiores complexos de produção de conteúdo da América Latina.

Vamos lá?

estudio-globo-mg4

Crédito: Leo Martins / Agência O Globo

Apresentação: o MG4

O projeto conta com uma área de 26 mil metros quadrados, divididos em 3 novos estúdios, além de espaços para armazenagem de equipamentos, produção e alocamento dos funcionários, plantário, set externo e prédio de apoio.

No MG4 – Modulo de Gravação 4 – cada estúdio conta com 1,5 mil metros quadrados e o projeto inteiro equivale a 4 campos de futebol de área construída.

A obra levou 5 anos para ser concluída, levando em consideração as pesquisas, projeto, construção, acabamento e conclusão. Ela possui um investimento de mais de R$ 200 milhões de reais.

Com início em 2014, o projeto contou, em média, com 500 profissionais envolvidos por mês para a construção, sendo que 700 empregos diretos foram gerados durante o período das obras.

Crédito: TV Globo / Divulgação

Para melhor entender quais seriam as melhores tecnologias a serem aplicadas no projeto, uma equipe de profissionais foi destinada a visitar as principais distribuidoras de conteúdo digital e audiovisual do mundo, como por exemplo a Sony, o Walt Disney e a Paramount.

Esse processo de pesquisa durou cerca de dois anos. A contribuição desses profissionais conseguiu trazer para o MG4 as melhores tecnologias, tornando o antigo PROJAC um dos maiores complexos de produção de conteúdo da América Latina.

Um espetáculo de estrutura, tecnologia e sustentabilidade

Dentre os destaques da implementação desses 3 novos estúdios, temos: a estrutura, a sustentabilidade e a tecnologia.

As estruturas dos cenários são fixas e dois deles podem ser integrados, proporcionando maior realidade para as produções. Com pés direitos de 12 metros e fossos de 4 metros, os estúdios também possuem vãos livres, muito característicos em construções com lajes nervuradas.

O projeto das lajes feitas com as cubetas foi o ideal e extremamente funcional para esse ambiente, permitindo à equipe de produção fazer filmagens em plano-sequência sem nenhuma interferência de pilastras.

Outra característica é a gravação continua, com término no set externo, proporcionado pelos espaços livres de colunas.

As formas Atex, modelo 600Ux225, foram utilizadas para a construção do teto desse galpão, já que as lajes vencem grandes vãos. Alugamos as formas para a empresa Bueno Neto, executora da obra. Além desse estúdio, existem também outras partes do complexo de produção de conteúdo da Globo que também foram utilizadas as nossas formas, mas que não fazem parte desse projeto.

Crédito: Projeto habtissimo

As novas tecnologias audiovisuais adotadas prometem maior qualidade para as produções de conteúdo da Rede Globo. Os estúdios são equipados com aparelhos 4K e 4K HDR – High Dynamic Range, que proporcionam o aumento de 4 vezes mais resolução que a qualidade atual, por meio da melhor captação das cores e nível de detalhes.

O uso do wi-fi simplifica e praticamente extingue o emaranhado de cabos e fios atravessando o estúdio, tornando a tecnologia uma fiel aliada da dramaturgia, ampliando e melhorando as formas de criação e direção dos conteúdos.

Crédito: Reprodução / TV Globo

Os novos estúdios também possuem tecnologia 100% sustentável.

A energia elétrica que abastece os ambientes recém-inaugurados é total vinda de fontes renováveis, além de apresentar telhados verdes que também contribuem para a economia de energia.

Com iluminação de led e aproveitamento total de energia solar, os estúdios contam com uma usina de 4.500 m² e geração de 1,05 MK KW apenas no primeiro ano.

O projeto também se preocupou com a reutilização da água da chuva, que é captada, tratada e utilizada. A coleta seletiva e o tratamento de 100% dos afluentes também foram boas práticas adotadas. Além disso, o complexo também possui uma área verde com cerca de 14 mil novas mudas de árvores plantadas.

Detalhes que merecem respeito e admiração

Os estúdios Globo já contavam com uma produção média de cerca de 3 mil horas de entretenimento por ano. Com o acréscimo dos mais novos ambientes de gravação, a emissora ganhou não só em espaço e infraestrutura, mas também em flexibilidade e em capacidade de produções de maiores durações e melhor qualidade.

O MG4 vai contar com gleba cenográfica para gravação externa de 4mil m², além dos 3 estúdios que totalizam 4.500 m² de área útil, portas acústicas de 8×6 m, 2 fossos de 70 m² cada e usina solar, totalizando 26 mil m² de área construída.

O complexo atingiu os impressionantes 192 mil m², sendo eles divididos em 13 estúdios de gravações, camarins, cidades cenográficas, produção/elenco, plantário, armazenagem, áreas industriais e outras. Esses números foram responsáveis por tornar os estúdios Globo, no Rio, um dos maiores complexos audiovisuais da América Latina.

Cenas dos próximos capítulos

As histórias contadas por meio dos conteúdos produzidos pelos estúdios da Rede Globo contarão com essa mega infraestrutura. A capacidade de produção de séries, novelas, minisséries, reality shows, programas de TV e filmes aumentarão em até 50% com o acréscimo desses 3 novos prédios.

A emissora contará com o que é mais moderno e avançado na indústria audiovisual, e para isso, o investimento previsto é de R$ 1,1 bilhão de reais por ano apenas em tecnologia. O intuito é equiparar as produções nacionais à dramaturgia das imensas produções internacionais.

Podemos esperar o talento brasileiro estampado em muitas mais produções. Além de qualidade e tecnologias mais avanças de efeitos em cenas, toda a capacidade dos estúdios será voltada para trazer a melhor experiência para o expectador.

______________________________________________________________________

Prontos para as cenas dos próximos capítulos? Esse projeto gigantesco pode ser usado de inspiração por conta de sua sustentabilidade e a forma como sua ideia contribui para a qualidade dos produtos finais, não é mesmo? Se você também gostou, fique atento ao nosso blog!

admin
Sobre o autor
  1. Carlos Augusto disse:

    Show!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.