Home » Materiais » Novos tipos de concreto: o Chronos Chromos Concrete

Novos tipos de concreto: o Chronos Chromos Concrete


Conhecer as inovações na engenharia de materiais pode não somente ajudar nas perspectivas para as soluções de atuais problemas, mas também conhecer novas possibilidades que podem se tornar disruptivas no mercado. Para estar sempre antenados a essas tendências, o Blog da Atex acompanha as principais novidades em relação aos tipos de concreto. E hoje vamos conhecer melhor o Chronos Chromos Concrete.

Limitações do concreto

A cor do concreto sempre foi um fator que limita o apelo estético do material. Até a ascensão do estilo industrial, fomentado em meados do século passado em Nova York, o material em sua forma pura aparente era constantemente evitado pelos arquitetos, principalmente nos interiores – mesmo que seja o elemento da construção mais amplamente usado pelo homem.

Além da textura, naturalmente bruta, a cor é um elemento que limitava o uso do material aparente. Contudo, nos últimos anos, pesquisadores têm procurando opções para aumentar o apelo estético do material, principalmente em relação às limitações cromáticas, geralmente restritas às nuances de cinza e marrom.

Novos tipos de concreto: Chronos Chromos Concrete

Há também a natureza do concreto, considerado comicamente um material “teimoso”, que não muda. A analogia se deve pelo fato de que, após a cura da mistura de cimento, suas propriedades não podem mais ser alteradas. Ou seja, apenas modificações nos arredores são possíveis.

A fim de inovar, pesquisadores ao redor do mundo começaram a estudar formas de alterar as configurações do concreto e influenciar sua aparência.

Conceito do Chronos Chromos Concrete

O Chronos Chromos Concrete foi um dos projetos que surgiu para tentar tornar o concreto mais adaptável às necessidades de profissionais da construção, de engenheiros a arquitetos.

Novos tipos de concreto: Chronos Chromos Concrete

O conceito foi desenvolvido por três designers de produto britânicos (Chris Glaister, Afshin Mehin, and Tomas Rosén). A ideia consiste em aplicar tecnologia de pigmentação termocromática por meio de um sistema de aquecimento de fios dentro de uma mistura comum de concreto.

Essa técnica permite alterar a cor do concreto por meio da transmissão de calor. O Chronos Chromos Concrete pode mudar sua saturação para melhorar a capacidade (já natural do concreto) de ser um regulador térmico. Se ele perde calor, se forma mais escuro; se recebe, a coloração se torna mais clara. Esses ajustes ocorrem para mudar a capacidade de absorver e refletir radiação solar.

Aplicabilidade do Chronos Chromos Concrete

E isso é apenas uma aplicação básica. Com suporte de uma interface de processadores, seria possível criar formas variadas na superfície do concreto, criando relógios, sinalizações, avisos, marcas etc., tornando-o um verdadeiro painel bruto.

Novos tipos e concreto: Chronos Chromos Concrete

O objetivo dos criadores era tornar o material – tão difundido, mas muitas vezes despercebido – mais dinâmico e cativante. O projeto foi desenvolvido na Royal College of Art (Universidade Real de Arte, em tradução livre), em Londres.

As pesquisas aconteceram na década passada e a aplicação da tecnologia ainda não foi popularizada. O Chronos Chromos Concrete de Glaister, Mehin e Rosén teve influências em outros lugares no mundo (como veremos no futuro), mas ainda esbarrou em questões econômicas, principalmente no alto custo para criar as esferas de pó termocromático.

 

Aqui no Blog da Atex sempre procuramos mostrar novidades no mundo da arquitetura e engenharia, tipos de materiais e formas mais sustentáveis e eficientes de construção. Quer descobrir como executar uma estrutura incrível, mais leve, econômica, eficiente e ecológica, e que ainda proporciona inovadoras obras arquitetônicas?

Então fale com nossa equipe e veja como revolucionar suas obras!

admin
Sobre o autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.