Home » Tecnologia da construção » Conheça 5 tendências do mercado de construção para 2020

Conheça 5 tendências do mercado de construção para 2020


dois engenheiros analisando um projeto em um ambiente de construção.

Nos últimos anos, o mercado de construção vem passando por mudanças significativas de paradigma.

Agora que entramos em 2020, não podemos esperar que as coisas sejam diferentes, não é mesmo? Afinal, toda mudança é inevitável. Por isso selecionamos para você 5 das tendências mais notáveis do mercado de construção, a fim de que você possa se manter atualizado sobre todos os avanços.

Vamos juntos nessa?

Como as tendências do mercado de construção podem afetar sua empresa?

engenheiro analisando dados em um dispositivo mobile.

As mudanças são muito bem-vindas, pois as oportunidades de negócios são emergentes. Considerando o fato de que as empresas de construção geralmente se adaptam lentamente às mudanças, ao conhecer as tendências do ano, você poderá usar isso a favor do seu negócio, saindo na frente da concorrência, por exemplo.

Empresas que não se preparam podem acabar perdendo oportunidades para suas concorrentes, pois muitas delas se ajustam à medida que as tendências vão ocorrendo. Mas tenha calma, isso não quer dizer que você precisa pular de cabeça em todas elas. As empresas mais inteligentes estudam a viabilidade daquilo que está em alta no mercado, a fim de entender quais delas realmente serão relevantes, pensando não só a curto, mas também a médio e longo prazo.

Que tal identificar apenas duas ou três microtendências do ano? Talvez elas possam te dar uma ideia ou fornecer pistas de uma tendência maior, que ainda esteja por vir. Toda empresa do ramo de construção evolui continuamente. O importante é analisar e adotar aquelas que realmente possam ajudar o negócio a crescer.

Vamos conferir algumas delas?

1. Projetos modulares e de pré-fabricação

Loja Etna Laje nervurada Atex.

Uma das maiores tendências do mercado de construção para 2020 é o uso de métodos de pré-fabricação e construção modular externos. A construção modular adota uma abordagem pré-fabricada para a construção de estruturas repetitivas como escritórios, apartamentos e hotéis. Esse mercado valerá U$157 bilhões até 2023.

Mas qual é o motivo desse aumento?

O modelo economiza tempo, custos e energia, pois algumas partes da obra são construídas fora do local, chegando já prontas para que a equipe incorpore ao projeto no campo de obras. Assim é possível evitar custos por conta de questões climáticas ou horas de trabalho mais longas, por exemplo. Além disso, os materiais que sobram desse processo são reciclados, reduzindo desperdícios e aumentando práticas sustentáveis. Por esse motivo, qualquer empresa do ramo de construção que tenha a intenção de investir nesse modelo s tem a ganhar, em vários sentidos.

2. Equipamentos de segurança

itens de segurança usados em canteiro de obras.

A segurança dos funcionários é sempre um dos tópicos mais importantes para o setor de construção, pois os riscos de acidentes e ferimentos são altos. À medida que a tecnologia evolui, os equipamentos também passam por aprimoramentos, a fim de garantir mais segurança. Uma das tendências é o uso da “Internet Of Things” (IoT) ou “Internet Das Coisas” no que diz respeito ao vestuário dos trabalhadores.

Mas o que isso significa?

A “Internet das Coisas”é um conceito da interconexão digital de objetos do dia a dia com a internet. Nada mais é do que uma rede de objetos físicos que é capaz de reunir e transmitir dados.

Esse tipo de tecnologia ajuda a aumentar exponencialmente a segurança dos trabalhadores da construção. Calças, botas e coletes, por exemplo, podem estar integrados a GPS’s, com identificação via radiofrequência ou Wi-Fi, permitindo assim que a empresa possa rastrear o trabalhador, notificando o setor responsável sobre uma queda ou qualquer outro tipo de acidente envolvendo qualquer funcionário, tudo em tempo real.

Ideia bastante inovadora, não é mesmo?

 3. Realidade virtual e aumentada

mulher com óculos VR dentro de um escritório.

A tecnologia que envolve a realidade virtual e aumentada não é nova, mas o setor de construção acabou encontrando novas maneiras de aplicá-la em diversos tipos de projetos. A realidade virtual possibilita visualizar um edifício completo com um único modelo interativo de 360º, bastando uma lente de câmera e o software correto. Ao fazer isso, a gerência pode planejar projetos e identificar possíveis problemas antes mesmo de perfurar o chão para dar início às obras.

Outra vantagem dessa tecnologia de realidade mista é a possibilidade de compartilhar o projeto com pessoas que estejam em localizações remotas.

4. Tecnologia verde e sustentabilidade

painéis solares.

A sustentabilidade significa desenvolver ações que possam atender às necessidades atuais, sem comprometer as necessidades futuras, como a falta de recursos naturais ou causando danos ecológicos. Já a tecnologia verde envolve o uso de métodos e materiais que possam aliviar ou reverter os efeitos da atividade humana no meio ambiente.

No mercado de construção, a sustentabilidade refere-se à preservação do meio ambiente, utilizando de forma eficiente todos os recursos. Na construção sustentável, os arquitetos projetam edifícios ecológicos para serem econômicos, duradouros e eficientes em termos energéticos. As soluções ecológicas englobam tudo, desde o planejamento e construção, até a manutenção e demolição.

Um exemplo disso é a incorporação de luz natural ou iluminação LED, que são mais eficientes para a redução de custos elétricos. A reciclagem de bitucas de cigarro, por exemplo, gera tijolos duráveis, mais leves e com baixo consumo de energia. O simples uso de 1% das bitucas de cigarro já reduz substancialmente os custos de produção, sem contar a redução do impacto negativo ao meio ambiente.

 5. Softwares de gerenciamento de projetos para construção

engenheira visualizando software em um notebook.

Sejamos sinceros, em pleno 2020 já não é muito viável ficar procurando detalhes de projetos em grandes planilhas, não é mesmo? Os softwares de projetos mais recentes possuem interfaces amigáveis para facilitar a navegação de quem precisar. Atualmente, eles evoluíram tanto que podem rastrear ou gerenciar muito mais coisas do que costumavam, como aluguel de equipamentos, ordens de serviço e muito mais.

Os softwares que gerenciam construções supervisionam o planejamento, o design e a construção do projeto do início ao fim. Com a ajuda do programa certo, é possível cobrir vários dos objetivos do projeto como escopo, orçamento, cronograma e requisitos ligados ao desempenho. Esses softwares também contribuem para manter os custos sob controle, a fim de maximizar projetos e fazer tudo o que for necessário dentro dos prazos previamente estipulados.

Os softwares para o ramo de construção também ajudam a manter toda a documentação relacionada ao projeto em ordem, permitindo que a gerência possa encontrar quaisquer tipos de informações com poucos cliques e sem acionar outras pessoas.

Parte da razão para o aumento dessas tendências é fruto da tentativa de combater a escassez de mão de obra. Isso obriga a indústria a explorar novas maneiras e possibilidades de realizar certas tarefas com mais eficiência. E é exatamente por isso que muitas delas estão ligadas à tecnologia.

Sabemos que toda mudança é bem-vinda, porém nem sempre tão fácil de ser aplicada, dependendo do contexto em que a empresa se encontra. O importante mesmo é que você investigue as mais relevantes, a fim de que possa identificar aquelas que poderão trazer benefícios e redução de gastos para sua empresa.

Você tem dúvidas ou gostaria de contribuir com mais informações sobre esse tema? Use o campo de comentários abaixo para dar sua opinião e estender ainda mais a nossa conversa sobre o assunto.

 

admin
Sobre o autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.